terça-feira, 1 de abril de 2014

A oração do pai nosso parte 6: “Perdoa nossas ofensas, assim a quem nos tem ofendido”


O teste de fogo! Chegamos ao ponto crucial do ensinamento de Jesus sobre esse assunto. Essa é a maior prova de que realmente temos assumido a filiação e reino de Deus nas nossas vidas, isso vai além de meras palavras ou de uma leitura sem nenhum valor é algo que é exigido do mais profundo do nosso ser, e que é impossível conseguirmos por uma maquiagem e conseguir enganar a Deus, nem que seja por um minuto só. 

Talvez você pergunte: O que é tão grave nessas palavras que eu não consigo fazer? Ora, pedir perdão a Deus e os outros é relativamente fácil, mas, e perdoar? Qual a nossa reação quando alguém inescrupulosamente nos ofende mesmo quando não fazemos nada para merecer tamanho agravo? Ora, separa muitas pessoas é extremamente difícil pedir perdão, quanto mais perdoar. 

É comum vermos pessoas usarem o argumento que diz que realmente errou, mas, não pedi perdão porque o outro errou primeiro. Ora, ora minha gente, isso nada mais é, do que orgulho excessivo e maléfico que não permite consertar as coisas da maneira correta, por isso mesmo, que Jesus nos coloca nesse teste de fogo e só conseguimos passar por ele se realmente compreendermos que o que Deus fez por nós é infinitamente maior do que o perdão que temos que liberar para o outro. 

A bíblia nos diz que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores (Romanos 5:08), isso é, quando nós vivíamos longe de Deus e passíveis das consequências desastrosas e eternas que o pecado nos outorga. Foi nessas condições quando nós não mostrávamos nenhum sinal de arrependimento foi que Cristo morreu por nós. Agora chegou a nossa vez de liberarmos o perdão. E esse assunto é tratado por Jesus com singular importância, porque Jesus nos mostra que perdão, produz perdão. Sim, isso mesmo, chegamos a um patamar seríssimo em que somos postos contra a parede, e o Senhor não nos dar outra alternativa. Ele diz: perdoa nossas ofensas, assim como nós temos perdoado a quem nos tem ofendido, mas, e se eu não tiver perdoado? Como pois, pedir-lhe perdão e ser aceito? 

Perdoar nunca foi tarefa fácil, chega até ser quase impossível em algumas circunstância. Entretanto não há outra maneira de sermos perdoado, temos que perdoar. Porque é isso que o pai e seu reino determina. Talvez você seja mais um dos que não conseguiu perdoar. Talvez você viva consumido pelo ódio e ressentimento e a paz lhe falte no coração. 

Permita-lhe dizer-te algo, Só a graça de Deus que é derramada nos corações dos que são verdadeiramente filhos de Deus é capaz de fazer alguém liberar perdão genuíno, e liberta de tantos sofrimentos. 

Por: Ev. João Bosco de Lima
Cidade de Pouso Alegre - MG
Celular: (04135) 9216- 9735- Tim (02135) 8405-0204 - Claro

Nenhum comentário:

Postar um comentário