domingo, 23 de março de 2014

A oração do pai nosso parte 5: “O pão nosso de cada dia”


Depois de compreendermos nossa real condição em relação a Deus, e estreitarmos nossa relação com ele através da submissão a sua santa vontade, agora começamos a depender de Deus até nas coisas mais simples da vida. 

Com a frase o pão nosso de cada dia, Jesus não está querendo dizer que não podemos fazer a feira do mês, nem que devemos todo dia ir ao mercado, comprar o necessário para o alimento do dia. (Se você tem tempo para isso, não tem nenhum problema), mas, o que Jesus quer dizer é que nossa relação com Deus deve começar desde as coisas mais simples de nossas vidas. Por quê? Primeiro porque esse é um desejo de Deus, aliás, sempre foi (em Gênesis 3:08) nos diz que Deus ia encontra-se com o primeiro casal todos os dias na viração do dia. Foi pra isso que Deus nos fez, para estarmos constantemente em sua presença. 

Segundo porque é uma necessidade nossa. A nossa alma almeja pela presença do Senhor (Salmo 42:01) e esse ato de orar expressa o mais sublime desejo de estar com Deus e mostrar o quanto nós dependemos dele, e o quanto ele é importante para nossas vidas. Quando nos comportamos assim, (e isso se fizermos com coração sincero), temos da parte do Senhor além de sua providência no tocante ao pão, a vestimenta e demais coisas do cotidiano. 

Temos o prazer da gloriosa presença de Deus em nossas vidas e é essa presença maravilhosa que nos faz entender que com pão ou sem pão, doente ou curado, alegre ou triste, vivo ou morto ele continua sendo pai, Deus e rei da nossa vida e que é maravilhoso, justo, bondoso, santo, digno de honra, glória e louvou para todo sempre. 

O pão para alimento, a saúde e disposição para trabalhar e até a própria vida vem de Deus. Por isso, que agora vemos que a oração do pai nosso nos ensina verdadeiramente a depender de Deus em todas as áreas de nossas vidas. 

Por: Ev. João Bosco de Lima
Cidade de Pouso Alegre - MG
Celular: (04135) 9216- 9735- Tim (02135) 8405-0204 - Claro

Nenhum comentário:

Postar um comentário